AçõesAnálise de investimentosAnálise de riscoFinanças pessoaisInvestimento em açõesInvestimentos

A Finra impôs uma multa de US$ 350.000 à Schwab por não revelar adequadamente informações sobre Exchange-Traded Notes.

A Autoridade Reguladora da Indústria Financeira, Inc., na semana passada, deu um empréstimo de US$ 350.000 a Charles Schwab & Co. Inc. por não ter apresentado plenamente dados sobre documentos trocados com milhares de clientes durante quase cinco anos.

Durante o período de janeiro de 2016 até dezembro de 2020, Schwab enviou notificações comerciais para 765.000 clientes que sem aviso indicaram que as notas trocadas eram chamadas e que o resgate antecipado das notas poderia impactar seus resultados. Como resultado, Schwab infringiu as normas da indústria concernentes à divulgação.

Schwab fez referência ao tema e concordou com o acordo proposto pela Finra, sem assumir ou contestar nenhuma das descobertas da Finra.

Na quinta-feira passada, a FINRA levou à cabo a liquidação com a Schwab. No mesmo dia, o regulador também acordou com a TD Ameritrade Clearing Inc., pagando-lhe US$ 500.000 por não ter transmitido com precisão informações sobre ativos, como títulos preferenciais e ETNs, para milhões de clientes nos últimos cinco anos.

A Schwab comprou a TD Ameritrade no ano de 2020.

Este acordo está relacionado à supervisão despropositada sobre os detalhes de algumas transações comerciais. Embora os clientes tivessem acesso a essa informação através de outros materiais, a Schwab notificou à Finra há mais de dois anos quando se deu conta da supervisão e prontamente corrigiu o problema.

Durante a quebra da regra, a Schwab contratou um provedor externo para fornecer informações de resgate sobre títulos, como ETNs, de acordo com a FINRA. Estas informações foram então utilizadas na confirmação de transações enviada aos seus clientes.

Contudo, para 183 ETNs, o distribuidor forneceu dados incorretos ou incompletos em relação aos ETNs resgatáveis. Além disso, com relação a mais 15 ETNs, a Schwab recebeu informações precisas a respeito do resgate de seu fornecedor, contudo, de forma incorreta, declarou aos clientes que os ETNs não haviam sido resgatados, de acordo com o FINRA.

Leia Mais:   O apoio de BlackRock e State Street para os votos de ESG (Ambiental, Social e Governance) é moderado, no máximo, de acordo com a Morningstar.

Back to top button